Meu bebê tem seis dedinhos: e agora?

A fase de gestação já está terminando, e a mamãe já tem em mente a imagem do filho desenhada na mente mesmo sem nunca tê-lo colocado no colo. Jamais ela imaginará seu filho surgindo ao mundo com mais dedos que o previsto. Logo, vem a pergunta: será que isso é normal?




Comum não é, mas nem por isso os pais devem ser preocupar. Duas das mal-formações congênitas são facilmente resolvidas com cirurgias reparadoras: a polidactilia e a sindactilia.






A polidactilia é o excesso de dedos nas mãos ou nos pés. Pode aparecer desde um dedo extra, completamente desenvolvido, até a de uma simples protusão carnosa. Já a sindactilia é quando dois dedos nascem parcialmente ou totalmente unidos.






A medicina hoje, com exames avançados e ultra-som onde se consegue ver até mesmo o rostinho do bebê dentro da barriga da mamãe, pode diagnosticar várias síndromes, doenças e mal-formações congênitas desde muito cedo, até mesmo no decorrer da gestação. Não é preciso o bebê nascer para saber se ele é ou não “normal”.






Isso acontece com as mal-formações das mãos e dos pés. Desde a barriga a mamãe já sabe que seu bebê vai nascer ou com a polidactilia ou a sindactilia. Assim os pais podem se preparar para receber um bebê com uma alteração e planejar juntamente com o médico a melhor época para realizar a cirurgia reparadora.






A cirurgia para a retirada do dedo extranumerário ou a separação dos dedos é uma das cirurgias plásticas infantis mais realizadas. Mas a retirada do dedo extra não é simples. O médico deve pedir exames para verificar qual dedo tem melhor funcionamento e decidir se tem ou não que intervir nos tendões.






Famosos com dedo a mais - A apresentadora Daniela Cicarelli, por exemplo, tem seis dedos em um pé, mas nem por isso optou por cirurgia. Outro famoso que preferiu não passar por operação é o jogador Fabinho, ex-Corinthians e Santos, que convive harmoniosamente com seis dedos em uma das mãos.






Já a miss Brasil Natália Guimarães passou por cirurgia quando ainda era recém-nascida para extração de um dedo da mão. O pai dela também nasceu com um dedo a mais. “Ficou só uma marquinha que não dá nem pra ver direito. É hereditário. Não tive qualquer problema depois da operação”, conta a modelo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário