O que provoca a dor de cabeça na gravidez?


A dor de cabeça da gravidez não é diferente daquela que dá as caras em outras épocas da vida. Ela pode surgir em decorrência de algumas mudanças de hábitos, como a diminuição do consumo de cafeína que, sem dúvida, promove ótimos benefícios à gestante mas, como efeito colateral, pode desencadear dor de cabeça. O estresse e o cansaço, mais comuns na gestação, também podem provocar dor e até uma enxaqueca.


Além disso, o problema pode estar relacionado a outros males de saúde, como distúrbios da visão ou sinusite. De acordo com os ginecologistas, de São Paulo, ao engravidar (ou até antes de engravidar), é preciso consultar um ginecologista para que ele diagnostique, previamente, eventuais doenças.






2. Afinal, qual é a diferença da dor de cabeça e da enxaqueca?


Existem mais de 200 tipos de cefaléia, ou dor de cabeça. A enxaqueca é um deles. Ela é herdada geneticamente e se manifesta por episódios repetidos de dor de cabeça, acompanhada por outros sintomas, como náusea, vômitos, intolerância à luz (fotofobia), aos ruídos (fonofobia) e aos odores (osmofobia).






3. Toda mulher tem dor de cabeça nesse período?


Não existe uma regra. Assim como culpar a gravidez pela dor também não é correto. Entenda: antes de engravidar, qualquer patologia que possa causar dor de cabeça, como a sinusite ou a enxaqueca, são tratadas com medicamentos. Durante a gravidez, a dor passa a incomodar mais, porque a mulher para (ou diminui bastante) a quantidade de remédios que tomava. “Daí a impressão de que o desconforto está mais forte”.


Uma desregulação hormonal também pode aumentar a dor, porém, ela é bem menos comum, segundo Eliseu.


Além disso, ter uma gravidez não planejada acarreta estresse, que pode desencadear crises de ansiedade, dor de cabeça ou enxaqueca.






4. A gravidez prejudica ou melhora minha dor?


Ela melhora! Não acredita? De acordo com a neurologista, de 60% a 70% das mulheres sofredoras de enxaqueca relatam melhora significativa de suas crises, durante o segundo e terceiro trimestres de gestação.


“Isso pode ser consequência do nível mais estável do estrogênio nesse período. O aumento na produção de endorfinas (substâncias que conferem sensação de bem estar), também contribui para afastar a dor”.




Temos berços pronta entrega ,excelentes preços e ótimas condições de pagamentos 
parcele no VISA em até 10 vezes ! 
0800-109992

Nenhum comentário:

Postar um comentário