Veja abaixo como garantir uma convivência saudável entre o seu bebê e o pet.

Ter ou não ter um cachorro? Quem sabe um gato? Será que um animal de estimação representa uma ameaça para a saúde da criança? Esse tipo de dúvida povoa a cabeça de muitos pais e mães. Não é de estranhar. Quando o bicho não recebe os cuidados adequados, abre-se uma brecha para a meninada se contaminar com parasitas, como os responsáveis por transmitir males como a sarna. Esse perigo praticamente não existe se o animal está em dia com as vacinas e a higiene. Veja abaixo como garantir uma convivência saudável entre o seu filho e o pet:






- Deixe o cantinho do pet sempre asseado


- Leve-o com regularidade ao médico veterinário


- Mantenha a carteira de vacinação em dia


- Ensine a criança a tratar o bicho com carinho






A higiene do animal também requer muita atenção no dia-a-dia. Nesse quesito, adote as seguintes regras:






- Coloque as fezes do gato ou cachorro dentro de um saco plástico e feche bem. Ou envolva a sujeira em um jornal e despeje-a no vaso sanitário, jogando o papel fora logo em seguida.


- A água de beber que sobrou no recipiente também deve ser lançada no vaso sanitário.


- Faça periodicamente um controle de baratas e outros insetos na casa. Eles podem transmitir doenças e infestar o seu animal com parasitas.


- Se a caixa de areia fica em local aberto, como um quintal, não deixe de cobri-la à noite para que não seja usada por animais que vivem na rua e podem transmitir doenças.


- Alimente o bicho de estimação com a ração adequada, indicada pelo veterinário e adaptada à faixa etária dele.





Nenhum comentário:

Postar um comentário