comer de tudo um pouco depois dos 6 meses !

 
A essa altura, por volta do sexto mês, a alimentação do pequeno deve ganhar mais um item: a carne, que pode ser de vaca, frango ou peixe. Em relação à quantidade, o ideal é que se comece com 50 gramas e vá aumentando até 100 gramas, o equivalente a um bife ou um filé pequeno de frango ou pescada. E não precisa ser músculo cozido na panela de pressão, pois a criança tem condições de comer qualquer carne, desde que moída ou bem desfiada. Se a mãe quiser, de vez em quando, utilizar a carne batida, tudo bem. Mas vale lembrar que o ideal é estimular a mastigação.


Junto com a carne, entra a gema de ovo - a clara só irá entrar na alimentação após um período de teste. A gema deve ser sempre cozida e amassada ou cortada em pequenos pedaços.O processo também é gradual: começa-se com um quarto da gema até se chegar a uma inteira. Também pode ser servida com a carne ou em forma de substituição.Duas gemas por semana são mais que suficientes. Mas para a criança comer uma inteira, ofereça separadamente. Se você optar por misturar na papa salgada, correrá o risco de a criança não ingerir a gema inteira caso não coma toda a papinha. Por isso, o melhor é colocar a gema em um pratinho separado e oferecê-la com as primeiras colheradas da papinha. O mesmo procedimento deve ser seguido com a carne.


Depois que a criança estiver acostumada com os ingredientes usados na papa (arroz, grãos de feijão, ervilha, vagem, lentilha, carnes, legumes e verduras. Por exemplo, você pode oferecer arroz e feijão com carne moída e um purê de mandioquinha com espinafre, batata com brócolis, chuchu com escarola etc. Para elaborar os purês. Cozinhe os legumes e as verduras com meia cebola picada. Depois amasse-os com um garfo e tempere com um pouco de salsa triturada.

0800-109992
Lojas abertas até as 20hs !











Nenhum comentário:

Postar um comentário