Orelhas furadas . Antes de furar as orelhas do seu Bebê, é bom saber...


Antes de decidir se você vai ou não furar as orelhas de seu bebê, é bom saber qual é o método utilizado para isso. Atualmente, a agulha desinfetada é o método mais simples e rápido, principalmente com recém-nascidos.


É que a cartilagem das orelhas dos bebês é bem mais molinha e, por isso mesmo, mais fácil de ser atravessada pela agulha. O furo é feito rapidamente e é quase indolor. Na verdade, seu nenê só vai sentir uma picadinha, bem rápida.




E não pode ter dó!


Muitas vezes, as mamães estão decididas a furar as orelhinhas de suas filhas. Porém, na hora em que vêem a agulha na mão da enfermeira, entram em pânico e ficam com pena do bebê, sempre com a mesma desculpe na ponta da língua: "mas ela é tão pequenininha!".


Por isso mesmo, é bom pensar bem antes de tomar esta decisão. Se quer mesmo, nada de choramingo na hora H. Você pode ficar nervosa e passar a desconfiança para a criança, que até aquela hora estava tranqüila sem saber o que estava se passando.



Cuidados básicos


Se você quer que sua filha tenha as orelhinhas prontas para os brincos pequenina mesmo, então leve-a para fazer os furos logo, de preferência antes que ela complete quatro meses. É que, quanto antes você fizer, menos dolorosa será a picadinha.


Depois de furadas, as orelhas precisam receber brincos de ouro e um tratamento especial. O ouro é escolhido por ser o material que menos causa reações alérgicas.

E o tratamento é apenas a limpeza diária, prestando atenção especial para o caso de infecções ou outras reações desagradáveis.


Na hora de escolher os brinquinhos, deixe de lado as argolinhas, pelo menos enquanto sua princesa for muito pequena. É que ela pode colocar o dedinho no buraco da argola quando você não estiver olhando e, com isso, acabar rasgando a orelha!
Cômodas ,berços pronta-entrega .
0800-109992

Nenhum comentário:

Postar um comentário