substâncias químicas no organismo de grávidas



A pesquisa feita nos Estados Unidos verificou a presença de produtos tóxicos, como bisfenol A e pesticidas, em de 99% das gestantes



Bisfenol A, pesticidas, antiaderente de panelas, componentes de alimentos processados e até resquícios de cosméticos. Acredite você, tudo isso foi encontrado no organismo de mulheres grávidas durante uma pesquisa feita pela Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.


Os cientistas analisaram 163 substâncias químicas, entre elas, algumas proibidas pela legislação americana desde 1972, como um pesticida à base de cloro. Cerca de 268 gestantes participaram da pesquisa e – pasmem! - 99% delas apresentaram tóxicos no organismo.


Segundo a coordenadora da pesquisa Tracey Woodruff, diretora do Programa de Saúde Reprodutiva da Universidade da Califórnia, o número de substâncias encontradas no organismo das gestantes surpreendeu toda a equipe.

Os malefícios para a saúde dessas substâncias já estão comprovados pela ciência. A exposição ao bisfenol A, por exemplo, pode afetar o desenvolvimento do cérebro e aumentar as chances de câncer na vida adulta.
Mas, então, o que é possível fazer para se proteger desses riscos?
Primeiro, é preciso assumir que essa exposição é o resultado de uma vida moderna e interfere na saúde de todas as pessoas. Não dá para – nem precisa – mudar todos os hábitos para garantir a saúde do seu filho. Mas adotar alguns cuidados no seu dia a dia podem ajudar.






Procure consumir produtos orgânicos, cozinhar em panelas de barro ou ferro, evite utilizar o microondas, principalmente com embalagens plásticas para evitar a liberação do bisfenol A (que ocorre no contato com altas temperaturas). Diminua o consumo de alimentos industrializados e inclua na sua alimentação muitas frutas, legumes e verduras. Você e seu filho vão sentir a diferença.


0800-109992
Lojas abertas até as 20hs








Nenhum comentário:

Postar um comentário