AGRESSIVIDADE do meu bebê. RT Dúvidas e Dicas.

Saiba como ajudar o pequeno a usar o peniquinho, sem que isso lhe produza trauma ou ansiedade.
A retirada das fraldas é uma fase que causa muitas dúvidas às mamães. Há sempre conselhos de avós, tias e vizinhas. Não raro, estas dicas são contraditórias, deixando as mães ainda mais confusas. É parte do processo de desenvolvimento da criança como falar e andar e deve ser encarada com naturalidade.

"Não acontece da noite para o dia, pois requer que a criança atinja uma certa maturidade.", adverte o pediatra João Coriolano Barros, da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Um dos requisitos é que a criança já saiba andar, para poder se deslocar até o banheiro, e falar, para compreender as solicitações dos pais para usar o peniquinho e com o tempo até informar que está com vontade de fazer cocô ou xixi. "É neste período também que ela passa a discriminar o cocô, que é sólido, e o xixi, que é líquido", explica a psicanalista Vera Ferrari, também da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Nesta etapa o pequeno começa a entender o significado da palavra "não". Até então, ele fazia suas necessidades fisiológicas quando e onde quisesse. De repente, os pais lhe pedem para não fazer xixi nas calças, mas no penico. Por isso, os psicólogos consideram a retirada das fraldas como a saída do "mundo sem lei" dos bebês e a entrada na disciplina das regras sociais. Portanto, muita paciência, compreensão e firmeza para discipliná-lo no controle dos esfíncteres.

Este também é um momento delicado devido à separação da criança em relação aos pais, pois ela não depende mais deles para trocar suas fraldas. Ela tem autonomia para ir sozinha ao banheiro. É importante que o baixinho esteja em condições de vivenciar esta experiência. Se for realizada de forma precoce, pode gerar problemas como a prisão de ventre, "uma forma inconsciente de manter a mãe perto", analisa Vera Ferrari.

Geralmente, a retirada das fraldas ocorre por volta do 18" mês de idade, mas pode variar conforme o ritmo de desenvolvimento do pequeno. Um sinal de que é hora de introduzir o peniquinho é quando a criança avisa que está incomodada com a fralda suja. Veja algumas dicas de como agir:

· Observe em qual período do dia ele faz cocô. Coloque-o no penico sempre nesse horário. Ele poderá não fazer no primeiro dia, mas vai se acostumando até chegar o momento em que vai avisar que está com vontade.

· Numa primeira etapa deixe-o durante uns 10 minutos sem fralda. Aumente o tempo aos poucos.

· Quando ele conseguir usar o penico, dê-Ihe os parabéns, mas não faça muita "festa", é um ato natural.

· Não leve o penico para o meio do quarto ou da sala. É o banheiro que se usa para esta finalidade.

· Não coloque o baixinho no vaso sanitário. Ele pode se sentir inseguro, por ser alto, grande e não ter onde se apoiar.

· Evite fazer barganhas. Nada de promessas em troca das calças secas.

· Não o recrimine quando falhar nas suas tentativas de dar adeus à fraldas. O processo é um pouco demorado, com idas e vindas até controlar os esfíncteres definitivamente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário