Repartir o amor – Os filhos competem pelo amor dos pais




Nem sempre é fácil para os pais gerirem ciúmes e conflitos entre os filhos. O nascimento dos filhos são experiências únicas e que marcam distintamente os pais, esse momento também é definido pela conjuntura que o casal esteja a passar e tudo isso influência e marca esse momento. Cada filho tem uma personalidade diferente, e por isso, o seu comportamento quer seja ele mais agitado, impulsivo ou calma e ponderado, tem impacto na forma como os pais reagem a cada um deles de forma diferente. O afecto é na realidade um sentimento, difícil de medir.


Quando nasce mais um filho, os pais reorganizam o seu tempo e espaço, e também os seus sentimentos e afectos. É claro que existe amor para todos, mas também é verdade que cada um terá exigências diferentes, não só devido á sua personalidade mas também devido á sua idade, com as suas etapas próprias do seu desenvolvimento.


O seu filho irá pensar que o bebé é o centro das suas atenções e compreenderá que desde que o bebé nasceu, os pais gostam menos dele. Assim entram muitas vezes em competição pela atenção dos pais, assumindo por vezes atitudes estranhas. É importante que os pais estejam atentos e que sejam compreensivos e carinhosos, ao invés de castigar por vezes os seus filhos. Não espere que a situação só por si se resolva, tente intervir demonstrando-lhe o seu carinho e afecto por ele, tente inclui-lo nas tarefas com o mais pequenino, deixá-lo participar e sentir-se incluído, fazendo parte do todo que é a família.


0800-109992
Cobrimos qualquer orçamento!

Nenhum comentário:

Postar um comentário