Cuidados na forma de transportar as crianças no carro


Os acidentes de trânsito são a primeira causa de morte de crianças e adolescentes entre 1 e 14 anos no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde. Medidas simples de prevenção, como o uso da cadeirinha, diminui o risco em mais de 70%.


 Apesar das evidências mostrarem o quanto é importante usar o dispositivo de retenção, ou seja, a cadeirinha para transportar as crianças, por que muitos pais ignoram essa regra?


 Em primeiro lugar, acredito que seja por falta de conhecimento mesmo. Os pais acham que carregar a criança no colo é o suficiente. No entanto, se um carro colide a 50 km/hora, por exemplo, o peso das pessoas que estiverem dentro dele aumenta 50 vezes. Assim, um bebê de 3 kg chega a pesar 150: quem é que vai conseguir segurá-lo? Mas a medida também é ignorada porque ainda não é obrigatória no Brasil, o que deve mudar a partir de junho de 2010 com as mudanças no Código de Trânsito Brasileiro.

 Quais são as principais mudanças?


 A primeira, que entrou em vigor em abril, é que as cadeirinhas deve ser certificadas pelo Inmetro. Essa medida deveria ter sido colocado em prática no segundo semestre do ano passado, mas os fabricantes ganharam mais tempo para se adequar. Infelizmente, isso fez com que muitos modelos sem o certificado fossem vendidos nesse período. Cadeirinhas que deveriam ter ido para o lixo entraram em promoção nas lojas! Outra mudança importante, foi a obrigatoriedade do uso de cadeirinhas nos carros de passeio para transportar crianças de até 7 anos e meio. O ideal, porém, seria que o uso fosse obrigatório até a criança atingir 1,45 m. De qualquer forma, a lei mudou para melhor. Quem desrespeitá-la pode levar uma multa de R$ 191,54 e perder sete pontos na carteira de motorista.


 Algumas crianças que não estavam habituadas a usar cadeirinhas, com certeza, vão reclamar. Como convencê-las?


Os pais precisam ser firmes, pois isso não é algo que possa ser negociado. Eles terão de explicar que estavam errados e que, se a criança não ficar na cadeira, não poderão sair na rua. Mas acredito que logo elas vão se habituar. Se os pais usam o cinto de segurança e dirigem com cautela, elas seguem o exemplo. Muitas vezes, quando aprendem as regras de trânsito na escola, são as primeiras a corrigir os pais quando eles passam o sinal vermelho, por exemplo.


Cuidados essencias ao sair de carro com seu filho 


- Obedeça as regras de trânsito sempre
- Mantenha a manutenção do carro em dia.
- Os cuidados começam já na garagem: nada de colocar o cinto de segurança só ao dobrar a esquina. A maioria dos acidentes acontece perto de casa.
- Mesmo na garagem, não se deve deixar a chave do carro na ignição.
- Ao sair com as crianças, não as deixe sozinhas no carro, nem os vidros totalmente abertos.
- Ao levar as crianças para a escola, não se esqueça de que elas devem descer pelo lado direito.
- Nunca pare em fila dupla em frente à escola.
- Quem estiver andando a pé também precisa tomar cuidado. Ao caminhar na calçada, mantenha a criança do lado “de dentro” e, ao atravessar a rua, segure-a pelo pulso.
- Os atropelamentos também causam muitas vitimas entre as crianças, que são mais distraídas e não têm noção do perigo. Por isso, antes dos 12 anos de idade, elas não devem andar na rua sozinhas.
0800-109992
Lojas abertas até as 20hs .
Parcele em até 6 vezes no VISA






Nenhum comentário:

Postar um comentário