Glaucoma congênito

Crianças que nascem com os olhos embaçados ou muito grandes, que têm fotofobia intensa, que evitam abrir os olhos no sol ou não gostam de claridade e cujos olhos lacrimejam muito precisam ser avaliadas por um oftalmologista. Estes sinais podem ser indícios de glaucoma congênito. Esta é uma patologia rara, transmitida por herança genética e está relacionada às alterações no desenvolvimento ocular presentes no nascimento. “Deve-se realizar o diagnóstico o mais precocemente possível, pois sabemos que o prognóstico visual é melhor quando o tratamento é realizado nas fases iniciais da doença”,  O diagnóstico e o tratamento do glaucoma congênito precoces podem evitar que as crianças fiquem cegas ainda no primeiro ano de vida.


A aquisição do conhecimento sobre a importância da hereditariedade é muito importante para alertar descendentes sobre o risco de desenvolver o glaucoma. “O glaucoma é uma doença de caráter hereditário, e por isso em famílias de portadores de glaucoma há a necessidade que todos façam os exames preventivos”, o  diagnóstico precoce e o tratamento do glaucoma congênito podem curar 90% dos bebês que nascem com esse problema.

0800-109992
LOJAS ABERTAS ATÉ AS 20HS


Nenhum comentário:

Postar um comentário