Constipações: o que fazer



É impossível evitar que o bebê apanhe uma constipação, sobretudo quando passa a maior parte do seu tempo no infantário e em contacto com outras crianças.

No entanto, é possível com alguns cuidados, diminuir o risco de contágio e os efeitos.



No infantário as probabilidades de contágio aumentam substancialmente devido ao contacto com outras crianças. Seja ao falar, espirrar ou tossir, a saliva pode transmitir o vírus. Até ao brincar, ao partilhar brinquedos que os bebês levam à boca. E basta apenas uma criança constipada para que todas as outras possam também ficar.



O ar que rodeia o bebê está repleto de bactérias e micróbios que aumentam o risco de infecções em crianças cujo sistema imunitário está mais vulnerável.

Com alguns cuidados, pode minimizar os riscos deste contágio:

• evite lugares fechados ou com ar condicionado, como centros comerciais ou outros do género pouco ventilados ou arejados,

• evite o contacto com crianças ou adultos doentes, com risco de contágio,

• deve certificar-se que a casa, o quarto do bebé ou o loval onde passa mais tempo, é arejada pelo menos uma vez por dia,

• evite tocar no bebê ou nas suas coisas antes de lavar bem as mãos,



Pode acontecer que, mesmo com todos os cuidados , o bebê adoeça e apanhe uma constipação, o que é comum e não provoca motivo para alarme.

Esteja atenta a estes sintomas:

• Febre

• tosse

• irritabilidade

• nariz entupido ou com corrimento

• dificuldade em respirar

• falta de apetite



0800-109992
Lojas abertas esperando as futuras mamães para decorarem o quarto de seu bebê com os melhores preços
e condições ,parcele em até 6 vezes no VISA !

Nenhum comentário:

Postar um comentário