Fique atenta: gengivite também atinge as crianças


Mamães de plantão, muita atenção com a higiene bucal das crianças. Dentinhos bem escovados não afastam somente o perigo das cáries, mas também um problema bastante comum entre os pequenos que não mantêm os cuidados da boa escovação: a gengivite!




Essa é uma doença periodontal que mostra seus sinais com vermelhidão, inchaço ou sangramento das gengivas. Originada pelo acúmulo de restos alimentares ao redor dos dentes, criando a conhecida placa bacteriana, a gengivite é recorrente da má higienização, que faz com este placa cause a inflamação da gengiva.






“A associação da escovação, uso de fio dental e enxaguantes bucais, essenciais para combater os germes e bactérias que se alojam no interior da boca, além de visitas periódicas ao dentista, evitam a doença. Embora seja bacteriana, não é transmissível, mas ocorre com mais frequência do que se pode imaginar na infância”, explica a dentista Renata Cavassa.






“Uma boa escovação é a melhor maneira de prevenção, por isso é tão importante o papel dos pais como os primeiros orientadores e motivadores da higiene oral correta para que se evite o acúmulo de sujeiras e que a doença se instale”.






Além disso, ela ressalta, a ida de crianças ao consultório odontológico também precisa ser tornar um hábito. “Infelizmente os pais ainda demoram a levar seus filhos para uma primeira consulta, o que deve acontecer antes mesmo do primeiro ano de vida, para que recebam as orientações básicas para a higiene bucal dos bebês. Como consequência, ao longo da infância, muitos não percebem quando suas crianças estão adquirindo a gengivite e quando buscam pelo profissional a doença já se instalou”.






A gengivite tem cura, porém, segundo a Dra. Renata Cavassa, pode ser recorrente.






Bom, e até quantos anos as mães devem escovar os dentes dos filhos auxiliando diretamente na higiene bucal das crianças?






“Não existe uma idade para que as mães parem de auxiliar na escovação dos filhos. Contudo, por volta dos cinco anos de idade as crianças passam a ter mais habilidade manual. Isso juntamente com o retorno ao dentista contribue para uma saúde bucal equilibrada”, diz a dentista.





Nenhum comentário:

Postar um comentário