Mau uso do aquecedor de ar causa danos à saúde do Bebê

Com a chegada do inverno, dá uma pena tirar a roupa do bebê para dar banho. Já as crianças maiores, por mais coberta que se coloque, dão um sempre um jeito de se descobrir durante a noite. A melhor saída é usar um aquecedor de ar? Mas é preciso atenção, pois o mau uso do aparelho pode prejudicar a saúde dos pequenos. Isso porque a qualidade do ar tende a diminuir com o uso do aquecedor e, consequentemente, eles ficam mais suscetíveis às infecções respiratórias.




“O aquecedor provoca o ressecamento da mucosa nasal", diz Mara Rúbia Figueiredo, coordenadora da Comissão de Infecções Respiratórias da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. E isso prejudica a defesa do sistema respiratório, já que essa região é responsável pela filtragem do ar que entra no nosso corpo. "O aquecedor também pode facilitar a disseminação de impurezas, que poderão ser aspiradas e depositadas no pulmão”, completa.






O que fazer, então? A especialista destaca que a troca e limpeza do filtro é um dos itens que você deve prestar atenção. Por isso, fique atenta aos manuais de instrução e prazos de limpeza do aparelho. “Além da limpeza do aquecedor, tenha mais cuidado ainda com o ambiente, mantendo-o limpo para evitar o acúmulo de impurezas”, orienta a médica.






Outra dica valiosa é a utilização conjunta do aquecedor e do umidificador. O último, como o próprio nome sugere, mantém a umidade do ar. Mas lembre-se que o tempo de uso do primeiro deve ser maior que o do segundo, pois a umidificação em excesso também pode trazer problemas como o aparecimento de fungos. E nada de deixar os aparelhos ligados durante toda a noite, a pneumologista e pediatra Maria Helena Bussamra indica que uma ou duas horas são suficientes para tornar o ambiente agradável ao bebê. “Você pode ligar o aquecedor durante o jantar e desligá-lo na hora em que vai dormir. Já o umidificador deve ser desligado um pouco antes ou ser substituído por uma vasilha de água dentro do quarto da criança” ensina. Ela recomenda também os aquecedores a óleo, pois são mais econômicos e ressecam menos o ar que os elétricos.






E mesmo no inverno, cuide da hidratação da criança. Além de oferecer líquidos e passar hidratante na pele dos pequenos, caso o pediatra ache necessário, não esqueça de limpar o nariz com soro fisiológico várias vezes ao dia, sempre que achar necessário.






Mais dicas para manter o seu filho quentinho






Evite as roupinhas de lã, pois podem desencadear reações alérgicas no bebê. Dê preferência às fibras sintéticas.






Abra as portas e janelas durante os períodos quentes do dia para aquecer os ambientes naturalmente.






Os pijamas de flanela são uma boa opção para a noite. O tecido de algodão não agride e não provoca reação alérgica no bebê.






Luvas e gorros nem sempre são necessários. Se o bebê começar a transpirar ou se mostrar irritado sem motivo, por exemplo, pode ser que esteja com calor. Nesses casos, retire um pouco das roupinhas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário