Primavera é tempo de bebês.

Quando se fala em primavera, sempre vem à cabeça o quanto a natureza fica mais viçosa: as flores que nascem coloridas, os passarinhos mais cantantes e todas as espécies em busca do acasalamento. Um grupo de pesquisadores brasileiros descobriu que talvez nem mesmo todos os avanços da ciência sejam capazes de escapar disso e que até a fertilização in vitro pode dar mais certo quando feito nessa época do ano.




Foram estudados 1.932 pacientes de uma mesma clínica de fertilização em São Paulo, 435 (ou 22,5%) fizeram o procedimento no inverno, outras 444 (23%) na primavera, 469 (24,2%) no verão e 584 (30,3% no outono). O que se percebeu foi que, embora os dados de implantação de embriões e gestações não sofra variações nas estações do ano, a fertilização dos óvulos é maior na estação das flores com taxas de 73,5% contra 67,9% no inverno, 68,7% no verão e 69% no verão. É possível que o sucesso esteja ligado ao efeito que as mudanças de luminosidade e temperatura exercem no funcionamento do cérebro e da produção de hormônios ligados à reprodução.


De acordo com os pesquisadores, na prática isso significa que se um casal tem dificuldade para engravidar é melhor iniciar um ciclo de reprodução assistida na primavera - curiosamente, a melhor época também para que está tentando o processo naturalmente


Nenhum comentário:

Postar um comentário